Minhas Compras
cesta vazia
TELEVENDAS: (41)3253-3035
| | | | |
22/11/2017 18:13:35 hs
busca: Veja como melhorar a Busca
border=0
 CATÁLOGO
border=0
 Revivendo
border=0
 Again
border=0
 BIOGRAFIAS
border=0
 Nacionais
border=0
 Internacionais
border=0
 ALMANAQUE
border=0
 Reportagens
border=0
 Registros
border=0
 Curiosidades
border=0
 A PRODUTORA
border=0
 História
border=0
 Leon Barg
border=0
 Acervo
border=0
 Localização
border=0
 LINKS
border=0
 Links de MPB
border=0
border=0
border=0
border=0
Curiosidades
Baile

BAILE


Dança, reunião de danças, bailado, baile das flores, baile das estrêlas. Descompostura, agressão verbal pública, dar um baile. Na França, diz-se donner un bal à quelqu`un: le maltraiter en paroles ou en action (Larousse). O baile popular compreende sambas , cocos, sapateados. O baile paulista , mineiro e do Rio Grande do Sul era o Fandango, com suas incontáveis partes. O baile da classe média era das danças européias, valsas polcas, schottischs, quadrinhas, lanceiros, agora com fox-trots, rumbas, congas, swuings, jitterbug, etc. Difícil no ponto de vista do povo, definir o baile, idêntico à batucada, ao assustado (se for improvisado), ao forrobodó, ao arrastapé. Ver Mana-Chica, Fandango, especialmente o verbete dança. Os pastoris e bailes pastoris são autos do ciclo do Natal, cantados e dançados por meninas e moças, em louvor do nascimento de Jesus Cristo. A indumentária própria, nalguns lugares, vive a tradição dos cordões, azul e encarnado, com seus partidários fanáticos e barulhentos, a música velha e doce. Pertencem os pastoris a um gênero eminentemente popular no nordeste e norte do Brasil, reaparecendo no mês de dezembro e possuindo auditório fiel. Renato Almeida estudou os bailes pastoris (História da Música Brasileira, 225) e Ascenso Ferreira fez uma deliciosa reportagem histórica, como ilustrações de Luís Cardoso Aires e documentação musical (Arquivos, Prefeitura Municipal do Recife, 1º e 2º n.º, 135, de 1943). Pereira da Costa (Folclore Pernambucano, 189), Gustavo Barroso (Ao Som da Viola), Sílvio Romero (Cantos Populares do Brasil), Melo Morais Filho (Serenatas e Saraus, I, Rio de Janeiro, 1902) transcreveram e estudaram bailes pastorís. O baile, na acepção clássica, é uma reunião de danças, bailados independentes um do outro e sem intenção temática. Trata-se, evidentemente, de mera, simples e poderosa expressão lúdica. Desde que apareça um motivo central, um enredo orientador da coreografia será um auto, isto é, uma ação figurativa de assunto, uma representação, que psicologicamente ultrapassa o sentido real do baile, bailarino, bailar, sinônimos de folguedo, folgador, folgança. O baile pastoril, em Portugal notadamente, tomou outro mundo funcional. Sendo executado diante do presépio, simulacro do grupo do grupo de São José, Nossa Senhora e o Menino-Deus, com os animais-testemunhas e no dia de Reis, 6 de janeiro, com pastores e os Magos Reis do Oriente, reuniu, ao redor do motivo da oblação ao Deus-Menino, as apresentações das diversas entidades que vinham saudá-lo, trazendo ofertas. Assim, nos finais do séc. XVIII e ao correr do séc. XIX, tivemos nos bailes pastoris pequeninos autos simbólicos de homenagens, sem interligação, todos convergindo para o presépio, hoje desaparecido porque os pastoris são públicos e dançam em tablados, ao ar livre, ao som de solfas diversas e com ampla porcentagem, alheias ao espírito votivo. Esses antigos bailes foram colecionados por Melo Moraes Filho, no primeiro como do Serenatas e Saraus, havendo as mais inesperadas inspirações, Baile da Aguardente, Baile da Patuscada, Baile do Meirinho, Baile do Caçador, etc. Ver ainda o primeiro tomo do Folclore Brasileiro, de Sílvio Romero, Rio de Janeiro, 1954.

CASCUDO, Luis da Câmara. Dicionário do Folclore Brasileiro. Coleção Terra Brasilis. Rio de Janeiro. Ediouro, 1972. 129p.


Voltar

 Lançamentos
border=0
 Promoções
border=0
 Novidades
border=0
 DVDs
border=0
 CDs/DVDs Religiosos novo
border=0
 Destaques
border=0
 Futuros Lançamentos
border=0
 Catálogo por Gravadoras
border=0
 Gênero Musical
border=0
 World Music
border=0
 Download do Catálogo
border=0
 Cadastre seu e-mail
border=0
border=0
border=0
Revivendo Musicas - 22 anos preservando a Musica Popular Brasileira
Raul seixas Mpb Nelson gonçalves carlos ramires Cascatinha Christian e ralph FEVERS Pixinguinha Gonzagão Grever Dalva de oliveira Lunar Teca Tonico e tinoco Caim Serestas Sertanejos Nilton cesar Orlando silva Orquestra
página inicial | fale conosco | ajuda | cadastro | política de privacidade e segurança

© Copyright 1987-2015 Revivendo Músicas Ltda. - Todos os Direitos Reservados
As logos Revivendo® e Again® são marcas registradas da Revivendo Músicas Ltda.
A manutenção, a distribuição e a comercialização dos produtos encontrados neste site
é feito por Barg Comércio de Discos e Acessórios Musicais Ltda.
Os preços dos produtos podem sofrer alteração sem aviso prévio.