Minhas Compras
cesta vazia
TELEVENDAS: (41)3253-3035
| | | | |
24/6/2017 00:29:40 hs
busca: Veja como melhorar a Busca
border=0
 CATÁLOGO
border=0
 Revivendo
border=0
 Again
border=0
 BIOGRAFIAS
border=0
 Nacionais
border=0
 Internacionais
border=0
 ALMANAQUE
border=0
 Reportagens
border=0
 Registros
border=0
 Curiosidades
border=0
 A PRODUTORA
border=0
 História
border=0
 Leon Barg
border=0
 Acervo
border=0
 Localização
border=0
 LINKS
border=0
 Links de MPB
border=0
border=0
border=0
border=0
Curiosidades
Histórias do Carnaval Parte XII

Ensaios de Carnaval por Leonardo Dantas Silva
O FREVO DOS BLOCOS


Dos 13 ritmos que integram o tradicional Carnaval do Recife é a marcha-de-bloco que vem conquistando um maior número de adeptos, particularmente a partir de 1974 quando do surgimento do Bloco da Saudade, organizado por Zoca Madureira (Antônio José Madureira) e Marcelo Varela, seguindo-se de outros que estão a reunir pessoas da classe média em seus cordões. Das dezenas de compositores desse gênero do frevo pernambucano, um se destaca pelas suas introduções, riqueza melódica e pelo conteúdo poético das letras até hoje não superadas.
O nome de Raul Moraes parecia esquecido da grande maioria dos foliões, até que, em 1957, Nelson Ferreira usou a letra (não a melodia, como afirmam alguns) de dois de seus versos no seu "Evocação", frevo-de-bloco que veio a se tornar um dos grandes sucessos do carnaval brasileiro:

...Na alta madrugada, o coro entoava
Do bloco a marcha-regresso
Que era um sucesso, dos tempos ideais
Do velho Raul Moraes!
`Adeus, adeus minha gente
Que já cantamos bastante
E o Recife adormecia
Ficava a sonhar
Ao som da triste melodia.

O "Príncipe das Marchas-de-Bloco", como ficou sendo conhecido, nasceu em 2 de fevereiro de 1891, na Rua da Soledade, n.º 25 , no bairro recifense da Boa Vista, tendo falecido na mesma cidade, em 6 de setembro de 1937, na Rua Cais Ligeiro, subúrbio da Torre, segundo noticia o Jornal Pequeno em sua edição do dia 8 do mesmo mês.
Juntamente com o irmão, Edgard Moraes (1904-1974), Raul participou, até, do Bloco das Flores, de outros blocos carnavalescos do Recife, tocando bandolim e seu mano cavaquinho, segundo informa o Diario de Pernambuco de 5 de fevereiro de 1924. Para o Bloco Apôis Fum, da Torre, compôs no ano seguinte uma das duas célebres marchas-regresso, famosa pelo seu refrão.
Ontem, assim como hoje, o bloco carnavalesco misto foi a fórmula que caiu no gosto da classe média do Recife e de Olinda, e veio criar um gênero típico de frevo, por alguns denominados de frevo-de-bloco e por outros de marcha-de-bloco, responsável pela melhor parte da poesia do nosso carnaval, capaz de despertar a exclamação do poeta Ascenso Ferreira: "que imensa poesia dos blocos cantando!" Com suas orquestras de cordas e madeiras, acrescida em nossos dias pelo concurso dos saxofones, bombardinos e trompetes, a acompanhar um coro de vozes mistas, os blocos carnavalescos são a expressão maior do carnaval não oficial, despertando em seu passeio todo o sentimentalismo que jaz escondido nos corações dos foliões. Evocando antológicos e recentes frevos-de-bloco eles vêm às ruas, atendendo pelos nomes de Batutas de São José, Inocentes do Rosarinho, Rebeldes de Imperial, Flor da Lira de Olinda, Pierrôs de São José, filiados à Federação Carnavalesca Pernanbucana, unindo-se a outros de fundação mais recente como os Blocos da Saudade, Aurora de Amor, Nem Sempre Lilly Toca Flauta, das Ilusões e Eu Quero Mais, com a pureza própria dos anos 20, que juntos realizam um carnaval alternativo fora do âmbito da programação oficial.

SUPLEMENTO CULTURAL
Diário Oficial. O Estado de Pernambuco.
Ano X. Fevereiro de 1997.

Voltar

 Lançamentos
border=0
 Promoções
border=0
 Novidades
border=0
 DVDs
border=0
 CDs/DVDs Religiosos novo
border=0
 Destaques
border=0
 Futuros Lançamentos
border=0
 Catálogo por Gravadoras
border=0
 Gênero Musical
border=0
 World Music
border=0
 Download do Catálogo
border=0
 Cadastre seu e-mail
border=0
border=0
border=0
Revivendo Musicas - 22 anos preservando a Musica Popular Brasileira
Raul seixas Mpb Nelson gonçalves carlos ramires Cascatinha Christian e ralph FEVERS Pixinguinha Gonzagão Grever Dalva de oliveira Lunar Teca Tonico e tinoco Caim Serestas Sertanejos Nilton cesar Orlando silva Orquestra
página inicial | fale conosco | ajuda | cadastro | política de privacidade e segurança

© Copyright 1987-2015 Revivendo Músicas Ltda. - Todos os Direitos Reservados
As logos Revivendo® e Again® são marcas registradas da Revivendo Músicas Ltda.
A manutenção, a distribuição e a comercialização dos produtos encontrados neste site
é feito por Barg Comércio de Discos e Acessórios Musicais Ltda.
Os preços dos produtos podem sofrer alteração sem aviso prévio.